Sem transporte, sem retorno presencial

0
835
sem transporte

Diante da negligência da Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas em não pagar o valor referente ao transporte aos trabalhadores da educação, a Asprolf orienta a todas e todos que não retornem às aulas até que o valor seja depositado.

Já há alguns dias, os trabalhadores da educação têm usado seus próprios recursos para deslocarem-se para as unidades escolares. O fato é que as aulas presenciais estão previstas para começar dia 3 de novembro, mas a jornada pedagógica e o trabalho de preparar a escola para receber os alunos já iniciou faz algum tempo.

A falta do transporte é só mais uma das inúmeras faltas pelas quais passam a educação nesse momento, por isso não compactuamos com essa situação e convocamos a todas e todos os trabalhadores da educação, efetivos e temporários a seguirem a orientação da assembleia que deliberou pelo retorno apenas quando o valor do transporte for depositado. Não podemos dispensar o mínimo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here