19% já!

0
633
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Lauro de Freitas (ASPROLF) realizou na tarde desta terça-feira (14) um ato público para pressionar a Câmara de Vereadores a votar o projeto de reajuste salarial 2013.

Os trabalhadores em educação se concentraram na Praça da Matriz, em frente à Câmara, e em seguida ocuparam o plenário da Casa Legislativa. Para surpresa dos servidores da educação, o projeto não estava na pauta da Sessão Ordinária. A vereadora Mirela defendeu a ausência do projeto na pauta de hoje. Segundo a vereadora, o projeto está aguardando o posicionamento da categoria dos agentes de endemia (saúde) que se reuniu com secretário de saúde, a fim de definir o acordo feito entre a classe e o Executivo.
Diante disso, os profissionais da educação, após o grande expediente dos edis, voltou a se reunir na Praça e deliberou o seguinte:
1. quarta-feira (15), aula normal com mobilização da categoria e alunos para a próxima Sessão da Câmara;
2. quinta-feira (16): aula norma pela manhã; e à tarde, às 14h, todos/todas na Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores para acompanhar a votação do projeto;
3. GREVE POR TEMPO INDETERMINADO e OCUPAÇÃO DA CÂMARA DE VEREADORES caso o projeto não seja votado nesta quinta-feira.

Um comentário:

  1. Há realmente necessidade desse extremismo? Não vejo por onde; se a devolução dos 19% está no Projeto e este retroage os seus efeitos a partir de 1º de abril, por que prejudicar os(as) discentes? Sabemos que muitos(as) docentes nem dão as caras na manifestação, apenas curtem uma tarde de folga. E não ainda querer dizer que o que importa é qualidade, pois na luta sindical, quantidade é deveras importante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here