2012: aulas podem não começar em Lauro de Freitas

0
443
Quase 90 escolas municipais e 30 mil alunos ficarão sem aulas no início do ano letivo de 2012 se a prefeitura de Lauro de Freitas não devolver o Termo de Acordo (TAC), com a assinatura da prefeita, e não respeitá-lo.
De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Lauro de Freitas (Asprolf), essa decisão foi tomada no XI Congresso que aconteceu no início de novembro. Os profissionais da educação escolar decidiram que se o governo não devolver o termo de acordo com a assinatura da prefeita e não cumprir com os acordos feitos não iniciarão o ano letivo de 2012. Itens importantes do TAC estão prejudicados e sem perspectivas de implementação. Um diz respeito a elaboração do plano único de carreira dos profissionais da educação, o outro refere-se à redução da carga horária de trabalho dos professores, prevista na Lei 11.738/2008 (Lei do Piso). Outro item importantíssimo, que também está parado e foi motivo de paralisações em fevereiro deste ano, é o de manutenção e reformas das escolas municipais.
A Asprolf garante que se não houver compromisso e respeito deste governo para com os profissionais da educação (com o retorno das negociações) o início do ano letivo de 2012 estará prejudicado, isto é, não haverá aula nas quase 90 escolas municipais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here