Aprovada PL da Morte 5595/20 que torna essencial ensino presencial

0
716

A Câmara dos Deputados aprovou na noite de ontem, dia 20, o PL 5595/20 que torna essencial a educação presencial e no pior momento da pandemia impõe o retorno das atividades presenciais nas Escolas.

O projeto não passou pela Comissão de Educação da Câmara, não ouviu nenhum especialista e pode levar 50 milhões de profissionais da educação e estudantes a ter contato com o vírus. Talvez se os deputados conhecessem a realidade da educação brasileira, soubessem que 49% das escolas não tem sequer saneamento básico ou ventilação adequada.

O projeto foi enviado ao Senado e precisa ser rejeitado. Caso aprovado, os profissionais da educação não aceitarão ser enviados à morte como num matadouro, para atender as expectativas de empresários da educação privada que veem a diminuição dos seus lucros. A vida é inegociável e vamos lutar por nossas vidas e pela vida da Comunidade Escolar até o fim. Além do evidente aumento dos casos e das mortes, além do descontrole da pandemia e do colapso da saúde pública o projeto de Lei, quando torna a educação atividade essencial, também impede que os trabalhadores exerçam seu direito a greve.

O projeto genocida do governo Bolsonaro e o descaso com os profissionais da educação ficaram evidentes quando o líder do governo na Câmara disse que o professor “não quer trabalhar”. “É absurdo a forma como estamos permitindo que os professores causem tantos danos às nossas crianças na continuidade da sua formação. O professor não que se modernizar, não quer se atualizar. Já passou no concurso, está esperando se aposentar, não quer aprender mais nada”, disse o deputado à CNN Brasil, ignorando as dificuldades enfrentadas pelos profissionais de educação que tiveram que se desdobrar durante a pandemia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here