ASPROLF avança em pautas que diminuem impacto na educação

2
1890

Parte da diretoria da ASPROLF, juntamente com um representante da categoria, Marcelo Lefundes, estiveram reunidos hoje com a Prefeita Moema Gramacho e representantes de diversas Secretarias para tratar dos assuntos referentes à educação diante da pandemia, cortes salariais, processos e campanha salarial.

A reunião teve início com uma apresentação da situação fiscal do Município pela prefeita Moema Gramacho e referência do representante da SEFAZ à queda de arrecadação de abril de pouco mais de 6 milhões. A prefeita em sua explanação falou da dificuldade do Municipio em pagar as Folhas devido à queda de arrecadação e aumento das despesas com o combate ao Coronavírus. No entanto, ressaltou que mesmo com as dificuldades, fará esforços para garantir a manutenção dos direitos dos profissionais da educação.

O presidente Valdir Silva  e os demais membros da diretoria ressaltaram que os profissionais da educação não estão parados, estão trabalhando de suas casas, por isso devem ser poupados de maiores cortes e colocaram que esses profissionais que hoje estão em casa estarão na linha de frente quando ocorrer o retorno às atividades. Após imensa discussão, alguns pontos avançaram.

Ao final da reunião ficou decidido que não haverão cortes de desdobramentos; que só serão cortados CETs acima de 100%; que os profissionais que possuem Dedicação Exclusiva permanecerão com este direito, mas sofrerão corte de 25% da Regência (apenas quem tem D.E); os contratos dos profissionais REDAS permanecerão, sendo que haverá redução de carga horária de 40h para 20h e de 20h para 15h, conforme anunciado anteriormente. Para isso, a folha deverá sofrer ajustes ocasionando um adiamento do pagamento para o dia 7 de maio, quinta-feira. A prefeitura se comprometeu a negociar com os bancos a suspensão dos consignados.

Sobre a Campanha Salarial, houve um início de negociação em que a ASPROLF avaliou como positiva e acredita que avançaremos na manutenção dos direitos dos trabalhadores. Maiores informações sobre a discussão da Campanha Salarial serão dadas posteriormente para preservar pontos da negociação que podem trazer benefícios a categoria.

A ASPROLF reafirma sua luta incessante pelos direitos da educação e pelas pautas da categoria mesmo nesse difícil contexto. Avaliamos que avançamos muito na reunião, evitamos maiores cortes e continuaremos trabalhando para evitá-los. O momento é delicado e precisamos mais do que nunca da força da categoria para avançar.

2 COMENTÁRIOS

    • Agradecimento a asprolf pela luta pelos educadores sobretudo do REDA. Que bom o repasse do Fundeb que faz garantir os recursos. Grata a sensatez da prefeitura de Lauro de Freitas nesse momento crítico de nossa sociedade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here