ASPROLF cobrará responsabilidade do Executivo a respeito de condições para funcionamento dos conselhos da educação

0
322
Em reunião na tarde de ontem (12), O Conselho Municipal de Educação (CME), após Conferência Municipal, voltou a se reunir. Na reunião, os conselheiros presentes (com quorum apenas para reunir, mas sem poder para deliberar) discutiram proposta de alteração da Lei que rege o CME, as possíveis vacâncias não preenchidas na Conferência, criação de uma comunicação eficaz para o Conselho, além de fazer uma avaliação sobre a Conferência Municipal e a manifestação dos estudantes.
O ponto mais polêmico foi a dificuldade (histórica) para funcionamento do referido Conselho, assim como dos conselhos do FUNDEB e do Conselho de Alimentação Escolar (CAE). O Sindicato dos Trabalhadores em Educação (ASPROLF) se comprometeu a protocolar ofício na Secretaria Municipal de Educação (SEMED), a fim de chamar a responsabilidade do Poder Executivo a respeito do assunto.  

Um comentário:

  1. Está escrito no Ministério Público no Centro Administrativo que se o Conselho de Educação não funciona que o Município deve ser denunciado. Terá a ASPROLF coragem de denunciar o Prefeito?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here