ASPROLF convoca Assembleia com indicativo de Paralisação

0
629
assembleia 6M

A ASPROLF, Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Rede Pública Municipal de Lauro de Freitas, de forma serena e madura, tem apostado no caminho do diálogo com o executivo municipal, por acreditar que o governo de Lauro de Freitas está na contramão do governo do Brasil que só propõe retrocessos. O fato é que infelizmente alguns acordos feitos, há algum tempo, não estão sendo cumpridos.

As avaliações de desempenho, previstas no nosso estatuto já não são pagas desde 2015. Em acordo firmado em 2019, o governo se propôs a quitar as avalições referentes aos anos de 2017 e 2018, assumindo de forma direta o compromisso de pagar em janeiro de 2020 a primeira. Em janeiro, refizeram a proposta e indicaram o pagamento da primeira (2017) ainda na folha de fevereiro. No entanto, o acordo foi descumprido e a avaliação não foi paga na folha.

Além disto, a Prefeitura, através da SEMED e da SECAD, prometeu zerar os processos de progressão vertical e horizontal e acréscimo pecuniário. Tivemos algumas vitórias nesse campo, mas ainda temos um conjunto de servidores com seus processos parados, fato ruim para esses trabalhadores e ruim para a Administração que só aumenta a sua dívida com futuros retroativos.

Acordamos também com a Administração que os mandatos daqueles gestores escolhidos através da consulta pública fossem preservados por mais um ano, no entanto há denúncias de movimentações políticas para substituir gestões. Por essas e outras questões, estamos convocando todas e todos os trabalhadores em educação para assembleia geral extraordinária, com indicativo de paralisação, dia 06 de março, às 14 horas, em Local ainda a definir, para discutir e deliberar os caminhos a tomar diante de tais situações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here