Assembleia define grande ocupação do CALF

0
496

Reunidos em assembleia, trabalhadoras e trabalhadores definiram grande ocupação do CALF, como forma de enfrentamento aos desmandos da Prefeitura municipal.

A Asprolf realizou na tarde de hoje, dia 17 de janeiro, sua segunda assembleia extraordinária do ano. A assembleia de pauta única foi chamada para discutir o atraso do 1/3 de férias, no entanto inúmeras outras questões foram trazidas pelas trabalhadoras e trabalhadores em educação que lotaram o espaço virtual.

Após os informes, o presidente Valdir Silva destacou que a lei municipal 1519 de dezembro de 2013 declara que o pagamento do 1/3 das férias deveria ser realizado dois dias antes do início das férias. Após as considerações do presidente, diversos trabalhadores falaram sobre as recorrentes quebras de acordo impostas pela administração pública e devido a isso o enfrentamento a essa situação se torna inevitável. O professor Hugo, entre outros, declarou que a imagem dos trabalhadores em educação enquanto coletividade tem sido descredibilizada e enfraquecida quando a prefeitura quebra acordos já negociados levando-nos a renegociações sem fim, por isso precisamos reagir.

Entre inúmeras propostas de mobilizações, ao fim da assembleia, a maioria dos presentes optou por uma grande mobilização na próxima segunda-feira as 9h com ocupação do CALF, também foi deliberado mobilizações nas redes sociais a partir de hoje e todos presentes se comprometeram a animar outros servidores a compartilharem as peças virtuais e a comparecerem na mobilização presencial de segunda-feira.

A ocupação do CALF terá como pauta o pagamento do 1/3 de férias, dos erros do décimo terceiro, do pagamento da correção do décimo terceiro dos últimos dois anos a todos os profissionais, pagamento de rescisão dos trabalhadores sob regime de contratação REDA, pagamento do salário de dezembro dos estagiários e outras pendencias referentes a 2023. As outras pautas para o ano de 2024 serão tratadas em uma próxima assembleia.