Assembleia Online: Categoria segue com mobilizações

0
199

A Asprolf realizou na tarde de hoje (7), via plataforma Zoom e com transmissão simultânea pelo canal do Youtube do Sindicato (Asprolf Tv), uma nova assembleia geral extraordinária para discutir os desdobramentos das mobilizações virtuais referentes à campanha salarial 2020.
A plenária foi aberta pelo diretor de Assuntos Educacionais da Asprolf, Washington Cardoso, que falou sobre a importância das mobilizações virtuais que estão sendo feitas, e que, por fruto delas, o Executivo (SEMED e a SECAD) chamou a diretoria sindical para uma reunião às 14h de hoje, que apontou algumas propostas pra categoria. Ele também destacou que hoje o CME, aprovou uma Resolução do computo do cálculo da contabilização das atividades educativas não presenciais desenvolvidas pelas escolas como parte das 800h letivas. “No início da pandemia, do isolamento social, o Senado aprovou a MP 934/2020, que flexibilizou o cumprimento dos 200 dias letivos, e manteve a obrigatoriedade das 800h de atividades educacionais, e isso de certa maneira deu uma garantia legal aos trabalhadores da educação.” Rafael Henrique, presidente do CME, completou que essa Resolução vai permitir que não só sejam contabilizadas as atividades de agora em diante como também das desenvolvidas anteriormente.
Sobre a reunião com o Executivo que ocorreu horas antes da assembleia, Washington destacou ela foi bastante concorrida, com cerca de 60 pessoas e passou para Valdir Silva, presidente da entidade sindical, fazer o informe dessa reunião.
Valdir iniciou esclarecendo uma questão dos profissionais do Regime Reda, de uma suposta quebra de contrato da prefeitura: “A prefeita, em sua última fala, afirmou que não vai demitir profissionais Reda.” Sobre a volta às aulas, na reunião de hoje, a secretária de educação Vânia Galvão afirmou que NÃO HÁ POSSIBILIDADE DE TER VOLTA ÀS AULAS NA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE LAURO DE FREITAS NESSE ANO DE 2020. Aliás essa é foi uma decisão de toda Rede de Ensino da Região Metropolitana, puxada por Lauro de Freitas após um encontro de secretários de educação.
Haverá uma reunião na próxima quarta-feira (12) com o Executivo, e no dia seguinte (quinta, 13), com a prefeita Moema Gramacho, quando serão discutidas as propostas que serão depois trazidas para a categoria. Entre as propostas do Executivo, o secretário Ailton Florêncio propôs fazer um adiantamento dos retroativos até que se conclua os cálculos de todos os processos a serem pagos, assim como, um cronograma dos pagamentos das avaliações de desempenho, nesse ponto a Asprolf acrescentou que seja feita aí a atualização/correção porque 2017 foi paga sem a devida correção. Sobre a alíquota do INSS vai ser dada uma reposta na quarta-feira, assim como o cronograma da liberação dos processos e a construção da proposta do Piso Salarial. Na quinta-feira a reunião com a prefeita além de consensuar o que for tratado com a SEMED e SECAd, também vai pautar o precatório do Fundef.
O resultados dessas reuniões serão apresentados na sexta-feira (14), às 14h, numa nova assembleia online, para apreciação e deliberação da categoria.
Enquanto isso seguiremos com nossas mobilizações virtuais.

Confira a assembleia na íntegra:

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here