Categoria aprova paralisação com ato público

0
469

Os trabalhadores e trabalhadoras em educação do município de Lauro de Freitas, na manhã desta terça-feira, 15, em assembleia, deliberou por paralisação no dia 17, quinta-feira, seguida de ato público, às 08h, em frente a prefeitura. Também será entregue um manifesto ao governo municipal expondo a indignação e reivindicação da categoria.

No evento, que teve grande participação dos servidores demitidos, além de estudantes, os profissionais da educação debateram a situação que se encontram as escolas municipais.  Estudantes da escola Eurides Santana pontuaram a falta de carteiras nas salas, e segundo eles, as que existem encontram-se quebradas. Outro problema é o número reduzido de funcionários, consequência das demissões, que não conseguem atender a demanda de alunos e, sequer, dar conta da limpeza das escolas.
Outro assunto importante na reunião da categoria foi a falta de respeito do governo da prefeita Moema Gramacho que demitiu mais de dois mil servidores de mão de obra temporária. Para os demitidos, não houve justificativa para as demissões, e o retorno de alguns aos setores públicos não teve critério algum. Simplesmente aqueles que tinham padrinhos retornaram aos seus cargos, os que não tinham…paciência.
No final da assembleia, a categoria aprovou a proposta de paralisação seguida de ato público, no dia 17/02, quinta-feira, às 08h, em frente à prefeitura de Lauro de Freitas, com entrega de um documento manifesto ao Poder Público. Ficou deliberado também que caso não haja uma resposta do Poder Executivo, no ato os trabalhadores deliberarão pela continuidade das paralisações, e, até, por greve por tempo indeterminado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here