Categoria fará manifesto nas redes sobre problemas na educação

0
239

A Asprolf realizou na tarde de hoje (17), na Afpeb, uma assembleia geral extraordinária com a pauta Direito à Educação, no que diz respeito à notificação do Ministério Público do Estado – MP, ao CME e à Semed tratando da redução em 30 minuto das aulas e da falta de profissionais nas salas, discutido na assembleia online do dia 12.

Naquele momento, mesmo sem ser mencionado pelo MP, a Asprolf e a categoria decidiram criar uma estratégia de resposta ao MP, além de suspender a redução do tempo das aulas.

No sentido da estratégia, foi acordado naquela plenária virtual, a produção de um formulário de levantamento dos problemas enfrentados pelas escolas da Rede Municipal, que nesta assembleia de hoje foi tratado com maiores detalhes.  

Antes de ampliar os debates da temática acima, Valdir passou o informe do resultado da mesa de negociação da pauta reivindicatória aprovada pela categoria e apresentada ao Executivo, no que diz respeito à parte financeira que ficou da seguinte forma: 

  1. reajuste de 5% mais 3% referente à negociação de 2023, e serão pagos nesta folha de abril; 
  2. o valor da alimentação saiu de 16 para 20 reais; em relação ao valor do transporte, a Prefeitura comprometeu-se a não praticar o desconto de 6% do salário base, desde que a forma de pagamento do auxílio seja mediante uso do cartão de sistema de transporte.

Voltando à pauta do Direito à Educação, a professora Maria Jane propôs a produção e divulgação de cards diários no estilo pergunta e resposta, esclarecimento aos pais e comunidade escolar os problemas na Rede que estão afetando a qualidade da educação das crianças – desde a infraestrutura, merenda escolar, falta de professores, etc. A diretoria sindical sugeriu que esses cards sejam veiculados nas redes sociais nos dias da 25ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública (CNTE), que será na semana que vem, de 22 a 26 de abril.

A base apreciou tanto a proposta da divulgação dos cards-manifesto nas redes, quanto a produção do documento diagnóstico sobre os problemas de estrutura nas escolas a ser encaminhado ao MP e aprovou ambas propostas.

Na sexta-feira, dia 19, que vem haverá uma reunião com a prefeita onde será definido prazo com cronograma de pagamento dos processos e a liberação de outros processos que estão parados.

E para quem perdeu a festa de aniversário da Asprolf da última sexta-feira (12), no dia 7 de junho vai acontecer o cultural Forró da Asprolf que abre o calendário das festas junina em Lauro de Freitas.

#asprolf #asprolfnaluta #assembleiageralextraordinaria