Divergências na declaração do Hapvida – Informe

1
357

Na tarde desta segunda-feira (dia 29), o presidente da Asprolf e o diretor Marcos Fellipe estiveram na SECAD, em reunião com a Sra. Rita de Cássia, Coordenadora Executiva da Secretaria de Administração e com o Sr. Fernando, buscando informações sobre as divergências na declaração referente aos valores do Hapvida, que tem causado transtornos a trabalhadoras e trabalhadores da educação.

Segundo Fernando, a prefeitura já entrou em contato com a Receita Federal e com a Hapvida para entender o motivo de servidores entrarem na malha fina da Receita. O Hapvida informou que não existe a possibilidade de haver divergência entre o informado pelo Hapvida e pela prefeitura à Receita Federal em relação aos servidores, pois a Hapvida declara o montante recebido pela Prefeitura e não individualmente. A Receita Federal indicou o procedimento padrão, indicado também pelo Sr. Fernando. Cada Servidor, de posse do informe detalhado do Hapvida, deve orientar o seu contador para pedir reconsideração ou (quem faz a própria declaração) entrar no site gov.br e pedir a reconsideração.

O servidor precisa se atentar se existem divergências entre a declaração de rendimentos e a declaração detalhada do Hapvida, ambas emitidas pela prefeitura. Caso existam, aí sim devem procurar a prefeitura. Caso não exista divergências entre o informe de rendimentos e o informe detalhado do Hapvida e mesmo com o pedido de reconsideração a Receita manter o servidor na malha fina, trata-se de procedimento da Receita Federal que ultrapassa a competência da prefeitura. Assim orientou o Sr. Fernando.

A Asprolf informou à Coordenadora Executiva e ao Sr. Fernando e informa também às trabalhadoras e trabalhadores que continuará buscando informações até que o problema dos seja compreendido e sanado.

1 COMENTÁRIO

  1. Boa tarde! Espero que essa situação seja solucionada com a entrega da declaração a Receita e espero mais ainda… espero que em 2025 isso não se repita! Não e justo o que temos passado por conta de tudo isso. Inclusive, me vem a mente a possibilidade de rever a permanência nesse plano. Se vale mesmo a pena a Prefeitura manter o Hapvida. Sei que plano de saúde é caro, mas, talvez exista outra possibilidade. Não custa pesquisar…..

Comments are closed.