Frente pela Vida – O show de horrores de Bolsonaro precisa ser detido

0
477

Na última quinta-feira, 21 de outubro, a máquina das fake news operada pelo presidente Jair Bolsonaro em suas transmissões semanais foi mais uma vez acionada. No momento em que o país começa a ver a queda consistente do número de mortes e internações por Covid-19, prova inconteste dos efeitos protetivos da ampla vacinação, Bolsonaro retoma sua usual prática de inculcar o medo, de mentir e de atacar à ciência. Num show de horrores que parece não ter fim, Bolsonaro estabeleceu uma correlação falsa entre a conclusão do esquema vacinal, com a administração da 2ª dose, com o desenvolvimento da Síndrome de Imunodeficiência Adquirida, a Aids. O vídeo foi retirado das mídias sociais pela empresa Facebook no domingo, 24.

Ao invés de se comportar de acordo com a responsabilidade que o cargo presidencial exige, o presidente dobra a aposta no seu compromisso explícito com uma política de morte e de pauperização da sociedade brasileira.

Não há nenhuma relação entre qualquer vacina contra Covid-19 e o desenvolvimento da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, nem de nenhuma outra doença. Vacinas devem ser também administradas às pessoas que vivem com HIV/Aids e outras doenças crônicas, como pessoas em tratamento de câncer e diabetes, por exemplo, incluindo a liberação da dose de reforço para aqueles que receberam a segunda dose há mais de 28 dias.

Vacinas salvam vidas, são instrumentos de saúde e devem fazer parte de um compromisso de toda a sociedade com a saúde. Ao propagar essa grande mentira, Bolsonaro não só ataca todos os esforços feitos para conseguir levar a campanha de imunização a cabo, como desmobiliza a sociedade e demonstra um terrível desrespeito as mais de 920 mil pessoas que vivem com HIV no Brasil, em sua maioria atendidas pelo SUS.

Em respeito aos profissionais do SUS, às pessoas invisibilizadas e estigmatizadas por suas condições de saúde, a toda a sociedade brasileira, a Frente Pela Vida convoca a sociedade a repudiar esse tipo de comportamento vindo do mais alto cargo do país. O show de horrores que Bolsonaro promove, seja no cercadinho do Palácio do Planalto, seja nas “lives” de quinta-feira, tem de acabar! Ele deve ser responsabilizado, tanto civilmente, como criminalmente, pelos crimes cometidos contra a saúde da população.

Fonte: Frente pela Vida

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here