Informe: ASPROLF exige recomposição dos quadros da educação

0
683

Após a divulgação da medida inconsequente do Executivo municipal que exonerou em massa  servidores públicos temporários e em cargos comissionados, a ASPROLF, entidade representativa dos servidores da educação de Lauro de Freitas, procurou o executivo, insistentemente, até conseguir uma reunião com o Secretário de Administração. 

O Presidente da ASPROLF, Valdir Silva e o diretor Washington pediram esclarecimentos sobre a medida e exigiram que trabalhadores essenciais para o funcionamento das escolas fossem recontratados imediatamente (porteiros, secretários, agentes de limpeza etc).  A ASPROLF indicou que o quadro mínimo deveria ser construído por cada diretor, que conhece a realidade e as necessidades das escolas.

Foi esclarecido que os diretores escolares não foram exonerados e que nos próximos dias sairá uma nota oficial sobre tal fato garantindo a permanência desses servidores. A ASPROLF insistiu na contratação imediata dos servidores essenciais para o funcionamento das escolas e espera que nos próximos dias seja publicada a recomposição. Não hesitaremos em ir até às últimas consequências para defender a educação pública e os servidores que a constroem. 

Diante do ocorrido, a ASPROLF retornará imediatamente do recesso de final de ano. A partir de amanhã, 6 de janeiro, a sede funcionará em horário administrativo, os diretores estarão em sistema de plantão e nossas redes sociais voltarão funcionar também em horário administrativo. Vamos à luta! 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here