Luta da Asprolf garante atualização do piso salarial

0
865

Cerca de 500 trabalhadores da educação participaram na tarde desta quinta-feira (03/09), da assembleia geral extraordinária convocada pela Asprolf via plataforma Zoom e no Youtube pelo canal do sindicato (Asprolf Tv), para debater as pendências da prefeitura com a classe trabalhadora.
A assembleia, inicialmente marcada para às 16h começou com atraso por causa de uma reunião com a prefeita Moema Gramacho com parte da diretoria executiva da entidade sindical (Valdir Silva, Marcos Fellipe e Washington Cardoso) . Essa reunião definiu o avanço de algumas pautas.
O presidente da Asprolf, Valdir Silva, fez o informe dessa reunião, destacando positivamente a presença e a postura da prefeita na mesa de negociações. As pautas já tinham sido discutidas com a SECAD, mas faltava a palavra final da prefeita.
Valdir falou da importância da luta da categoria, mesmo num momento tão delicado como o que estamos vivendo. Ele iniciou falando da negociação sobre os trabalhadores do regime REDA. “Pedimos à prefeita a formação de uma comissão para discutir a volta do vencimento normal dos profissionais REDA, além da carga horária no ensino remoto”.
Entre os pontos vencidos, a avaliação de desempenho de 2018 terá a lista publicada nas próximas semanas, assim que a Comissão terminar os trabalhos. O valor descontado errado do INSS, segundo afirmou o secretário da SECAD Ailton Florêncio, será pago na folha de setembro. A SECAD também informou na reunião que publicaria os processos, e quase no final da assembleia, conferindo o diário oficial do dia, servidores apontaram que havia publicações de avanços horizontais e verticais. Quanto aos retroativos, a portaria com a comissão de análise está trabalhando nos cálculos para os pagamento. Até o momento já foram analisados e confirmados 120 nomes desses processos retroativos. Os enquadramentos está em discussão porque por conta da pandemia, está sendo travada a liberação pelo jurídico. Estamos negociando para tentar a liberação da lista.
O precatório do FUNDEF, a prefeita pediu que fizéssemos, na semana que vem, uma reunião exclusiva sobre o assunto.
A atualização do piso do magistério no percentual de 12,84% está garantida. A prefeita Moema confirmou o compromisso feito na reabertura da nossa Campanha Salarial em abril, de aplicar os 12,84% da atualização do piso salarial. O índice vai ser pago escalonado em quatro parcelas, com a primeira já para a folha de setembro, ficando 2,72% no mês de setembro; 2,72% em outubro; 3,21 em novembro e 4,19% a para dezembro.
Marcos Fellipe, diretor de comunicação da Asprolf, lembrou que a Asprolf sempre teve como meta para esse ano a garantia dos precatórios, a garantia do piso salarial, zerar os processos e retroativos, mas fomos pegos de surpresa pela pandemia do novo coronavírus. Mas não deixamos de lutar e colocamos como meta a continuidade da política de atualização do piso, a carreira e os retroativos; “garantir o piso e o cumprimento da carreira (avanços e pagamento de retroativos) é garantir a valorização do magistério necessária para construirmos educação de qualidade”. 
Valdir finalizou reafirmando a importância do pagamento dos retroativos, pauta central da luta da categoria e afirmando a todas e todos que a Asprolf nunca vai deixar de ser um sindicato combativo. A luta não acabou, essa semana vencemos apenas uma etapa….

Confira  a Assembleia na íntegra logo abaixo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here