Nota de apoio aos professores de Salvador diante das agressões sofridas pela Guarda de ACM Neto

3
671
A tirania e a truculência continuam a ser a marca de uma gestão que carrega no nome a memória da repressão. Inimigo visceral dos movimentos sociais, ACM, o neto, herdeiro do espólio da malvadeza, relembra os tenebrosos tempos pretéritos e utiliza a guarda municipal para reprimir violentamente as trabalhadoras e os trabalhadores em Educação do Município de Salvador. Esta é mais uma expressão de um conjunto de ações criminalizadoras do Serviço Público. Além de desrespeitar sumariamente a Lei do Piso, negando por três anos consecutivos o percentual de reajuste estabelecido pelo MEC e negar as promoções de carreira às quais o servidor da Educação tem direito, a Prefeitura agride os grevistas com cortes de salários e agora spray de pimenta em legítimo protesto em frente a Secretaria Municipal de Educação. 
 
A ASPROLF expressa mais uma vez a sua solidariedade à luta das companheiras e companheiros do município vizinho e repudia a agressão da Guarda Municipal, que, infelizmente, vem se comportando como guarda dos interesses partidários do prefeito. Lutar não é crime e educadores quando lutam, também estão ensinando cidadania.

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here