Nota de apoio aos trabalhadores da educação de Dias D’Ávila

0
320

Os trabalhadores da educação de Dias D’Ávila (Região Metropolitana de Salvador), e vizinha de Lauro de Freitas, estão tendo seus direitos legítimos negados pela prefeita Jussara Marcia (PT).
Os trabalhadores denunciam perdas salariais gravíssimas. Isso porque a prefeitura se nega a cumprir o piso do magistério (MEC).
Em 2017 não houve atualização do piso; no ano de 2019, a prefeita Jussara concedeu somente 2% – índice abaixo do determinado pelo MEC e também da inflação do período; e agora em 2020, ela ainda não fechou a negociação salarial da categoria.
Os docentes apontam que já acumulam uma desvalorização de vencimentos em cerca de 20% nesses últimos 4 anos!, e que Dias D’Ávila paga o pior salário de professor de toda a Região Metropolitana. Além disso o município não tem Plano de Carreira do Magistério e nem plano de saúde para os servidores.
A ASPROLF, que tem em seu histórico o constante compromisso com a luta pelas garantias e manutenção dos direitos das trabalhadores e dos trabalhadores em educação, manifesta apoio às reivindicações das/os companheiras/os de Dias D´Ávila e repudia a ação danosa da prefeita Jussara Marcia, que prejudica não apenas a valorização do profissional, que é de suma importância; mas também a qualidade do ensino público no município. Tal atitude, revela absoluto descompromisso com uma educação pública de qualidade, e com o trabalhador, peça chave na construção da educação.

Confira o vídeo da campanha salarial dos profissionais da educação de Dias D’Ávila:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here