Nota de solidariedade à greve na Rede Municipal de Ensino de Salvador

0
335
Foto Divulgação: APLB

A ASPROLF Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Rede Pública Municipal do Município de Lauro de Freitas vem a público manifestar sua solidariedade à APLB Sindicato. A entidade, após assembleia na última segunda-feira (16), deflagrou greve na Rede Municipal de Salvador. O principal ponto de reivindicação é a legítima atualização de 33,24% do piso salarial, fruto da constitucional lei 11738 de 2008. 

Demonstrando mais uma vez o total descompromisso com as pautas da Educação Pública, a prefeitura do União Brasil (ex DEM, PFL e Arena) finge não saber que o índice é consequência do aumento das arrecadações que compõem o FUNDEB e que, portanto, os profissionais não estão pedindo favor político, mas sim a aplicação daquilo que lhes é devido por direito. 

Ao seguirem a orientação da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) de não aplicarem o índice apresentado pela portaria interministerial do Governo Federal, esses prefeitos fomentam insegurança jurídica em seus entes e apostam na incapacidade das trabalhadoras e dos trabalhadores em Educação em darem respostas a essa violência institucional. A companheirada da APLB Salvador dá uma demonstração clara de que não aceitará esse golpe e o exemplo da capital poderá, sem dúvidas, irradiar um ascenso grevista na zona metropolitana e no interior do estado.

Lauro de Freitas, 17 de maio de 2022.

DIRETORIA EXECUTIVA

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here