Nota de solidariedade aos trabalhadores da Rede Estadual de ensino

0
558
Rui Costa professores

O ano 2020 começou e o governador Rui Correria foi ligeiro em punir os trabalhadores da Educação do Estado da Bahia pelo exercício do legítimo direito de greve. Após empurrar uma draconiana reforma previdenciária contra os servidores estaduais, o governo da Bahia “bolsonariza-se” um pouco mais e resolve agora atacar o direito de greve, cortando os dias de paralisação puxada pela APLB Sindicato sem que houvesse ao menos sentença judicial condenatória do movimento. A ASPROLF Sindicato solidariza-se com os colegas da Rede Estadual e repudia a ação tosca do governo do estado. Em tempos de luta em defesa da democracia e contra os golpes aos direitos sociais, o governo Rui promove um grande desserviço à luta dos trabalhadores ao equiparar-se ao Governo Bolsonaro e reforçar assim a crise de representação política que nos levou à tragédia eleitoral de 2018.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here