Parceria entre a Rede Kunhã Asé, UFBA e a Escola Municipal Miguel Arraes fomenta a inserção de meninas nas ciências

0
288

A discussão sobre disparidade de gênero nas ciências tem sido a base do projeto de extensão universitária que está em desenvolvimento na Escola Municipal Miguel Arraes (EMMA), situada no Parque São Paulo, em Itinga. O projeto, intitulado “Semeando ciência: escola e universidade públicas contra a disparidade de gênero”, iniciado em setembro deste ano, é uma iniciativa pensada e desenvolvida pela Rede Kunhã Asé de Mulheres na Ciência (RKA). A RKA é um coletivo de mulheres que atua na militância contra um fenômeno muito comum na vida acadêmica e profissional presente em todo o mundo – o chamado “vazamento de duto”, que corresponde à evasão de mulheres em diferentes estágios de sua trajetória acadêmica.

Além de propor ações para mitigar os motivos que provocam tal evasão, a Rede Kunhã Asé atua em frentes que visam apoiar, orientar e estimular o ingresso de meninas nas carreiras científicas. Para isso, desenvolve ações nas escolas de educação básica, especialmente junto às turmas dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio. É nesse cenário, que a RKA firmou parceria com a EMMA para a realização da ação extensionista Semeando Ciência, que compreende cinco ações que envolvem formação inicial com o corpo docente da unidade escolar, encontros formativos com as turmas de estudantes do 9º. ano e a distribuição de materiais didáticos e lúdicos para a escola que abordam o tema mulheres na ciência.

Nesta próxima sexta-feira, dia 04/12, a RKA dará continuidade à segunda etapa do projeto, intitulada “Ciência também é coisa de menina”, que corresponde aos encontros formativos, onde cientistas dialogarão com as estudantes e os estudantes acerca de suas trajetórias acadêmicas e profissionais e das possibilidades de atuação em diferentes áreas das ciências. A primeira discussão, ocorrida em 27/11, abordou a participação de mulheres nas Ciências Humanas. Neste próximo encontro, as discussões estarão centradas na atuação de mulheres nas Ciências Exatas. Os encontros subsequentes abordarão as Ciências Biológicas, no dia 11/12, e as mulheres em posição de poder, em 18/12. Este quarto e último encontro contará com a participação da Dra. Priscila Camelier, professora do Instituto de Biologia da UFBA, coordenadora da RKA junto à universidade e do Museu de História Natural da Bahia, e da biomédica Dra. Jaqueline Góes de Jesus, uma das coordenadoras da equipe responsável pelo sequenciamento do genoma do novo coronavírus em nosso país.

O projeto Semeando Ciências tem apoio da Universidade Federal da Bahia através do Programa de Apoio à Extensão Docente (PAEXDoc) e integra o rol de atividades desenvolvidas no semestre letivo suplementar, ocorrido de forma inteiramente remota. Ainda no âmbito deste projeto, a RKA também desenvolverá ações referentes à elaboração e distribuição de materiais de apoio que estimulem a reflexão sobre a participação das mulheres na ciência de forma lúdica e interativa. Findada a ação com a EMMA, a intenção da Rede Kunhã Asé é a ampliação do projeto de forma a contemplar toda a rede de ensino de Lauro de Freitas para, desta forma, também, aumentar o número de estudantes atendidos pelo projeto e, consequentemente, estimular um maior número de meninas ingressando em carreiras científicas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here