Prefeitura atrasa salário dos profissionais em Regime REDA

0
336

A Prefeitura de Lauro de Freitas, mais uma vez, desrespeita a educação pública municipal com o atraso salarial dos profissionais da Educação em Regime REDA. O salário deveria ser pago, segundo calendário divulgado pela própria prefeitura, dia 1º de julho, na última quinta-feira, mas até o momento nada foi pago. As trabalhadoras e os trabalhadores em Regime Reda, apesar do precário sistema de contratação que retira direitos, estão trabalhando duro desde o início da crise sanitária. Em Lauro de Freitas, estes trabalhadores correspondem a 40% dos profissionais em sala de aula, segundo dados do SIOPE, por isso são essenciais para a superação das dificuldades impostas pelo momento. A ASPROLF repudia o descaso da prefeitura e exige que o pagamento seja realizado ainda hoje. Não haverá qualidade na educação municipal sem respeito aos profissionais em regime REDA. Em nossa assembleia, já marcada para amanhã (6), discutiremos e deliberaremos sobre o assunto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here