Prefeitura insiste em reprimir a greve dos trabalhadores em educação

0
362
Não tendo sucesso na primeira vez que colocou carro de som para pôr fim à greve dos trabalhadores em educação, a prefeitura de Lauro de Freitas, em mais um fim de semana, repete a dose.
A informação da repetição da prática repressora deste governo chegou ao conhecimento do coordenador geral da Asprolf, Valdir Silva, através de um telefonema feito por pais. Segundo os pais, a prefeitura está informando que seus filhos devem voltar às escolas, pois a greve já havia terminada. Como eles estiveram na Audiência Pública sexta-feira, 20, e viram e ouviram a verdade sobre a greve e o atual cenária da educação de Lauro de Freitas, resolveram ligar para saber se o que estava sendo dito era verdadeiro. Silva agradeceu pela confiança dos pais e disse que é mais uma tentativa fracassada desse governo em tentar desestabilizar a greve justa, legal e legítima dos profissionais em educação. Diante disso, os pais constataram a forma maliciosa, desrespeitosa e manipuladora desse governo.
Para o representante da entidade dos profissionais em educação, a prefeitura, ao invés de estar gastando dinheiro público com práticas repressoras, deveria está preocupada em reabrir a mesa de negociação e atender as necessidades dos trabalhadores em educação. “Quero deixar claro que a greve continua e que amanhã haverá assembleia geral extraordinária, às 14h, em frente á prefeitura”, esclarece Silva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here