Quinta reunião discute eixo financeiro e formação continuada

0
815

A quinta reunião de negociação da Pauta Reivindicatória dos trabalhadores em educação de Lauro de Freitas, que ocorreu na tarde desta quarta-feira (24), no Centro de Cultura de Portão, deu início ao debate sobre os eixos financeiros e de valorização dos trabalhadores.

Sem a presença da prefeita Moema Gramacho, que estava em um compromisso com o Estado, e da secretária de educação Vania Galvão, o encontro foi mediado pelo Secretário de Administração, Ailton Florêncio, que sugeriu que a discussão abordasse os pontos com menos impacto financeiro, já que estes dependem de estudo da Fazenda e análise da prefeita.

Mesmo assim, a ASPROLF apresentou a proposta de atualização salarial dos trabalhadores de 8.17% (4.17% do Piso Nacional do MEC mais 4% da inflação de 2018), e o representante do Executivo afirmou que vai levar para a prefeita e na próxima reunião trará uma contraproposta.

O presidente da ASPROLF afirmou que a categoria em Congresso exigiu uma nova negociação sobre o tema dos retroativos, pois, chegou-se a um consenso de que a categoria não pode depender do resultado de uma ação judicial envolvendo União e Município para ter acesso a seu direito. Ailton reafirmou o compromisso da prefeita em quitar os processos retroativos da educação, mas que, neste momento, o orçamento da prefeitura não permite por isso, segundo ele, a necessidade da vinculação do tema ao recebimento dos precatórios. Questionado pelos sindicalistas a respeito do Precatório do FUNDEF, ele afirmou que só depende do processo ir à votação no TRF-1: “a prefeita tem um compromisso com os professores,” afirmou.

Outro ponto da pauta que teve amplo debate foi da garantia de formação continuada para a classe trabalhadora e o presidente da ASPROLF, Valdir Silva, sugeriu que seja prioritariamente oferecido cursos de mestrado, doutorado e profuncionário, conforme foi deliberado pela categoria no Congresso da ASPROLF, no final do ano passado. A SEMED afirmou que já tem um convênio com a UNEB e está neste mesmo processo com a UFBA para assegurar a oferta dos cursos demandados.

A continuidade da discussão do eixo de valorização dos profissionais ficou para a reunião da próxima segunda-feira (29), também às 14h no Centro de Cultura de Portão, quando a prefeita dará seguimento aos pontos financeiros da Pauta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here