Rede Kunha Asé e Escola Miguel Arraes fomentam a inserção de meninas nas ciências em Lauro de Freitas

0
145

Rede Kunha Asé e Escola Municipal Miguel Arraes seguem com ações de fomento sobre a inserção de meninas nas ciências em Lauro de Freitas – BA

 

Pelo segundo ano consecutivo a Rede Kunhã Asé de Mulheres na Ciência firma parceria com a Escola Municipal Miguel Arraes (EMMA), em Itinga, no desenvolvimento de ações de fomento à discussão sobre disparidade de gênero nas ciências. A atividade refere-se a um projeto de extensão universitária promovido pela Universidade Federal da Bahia, através da Pró-Reitoria de Extensão, que teve a sua primeira edição, em caráter remoto, desenvolvida no ano de 2020. Nesta edição piloto, a escola contou com a realização de encontros virtuais entre cientistas, comunidade docente e os estudantes do 9º. ano, com a distribuição dos livros de literatura infanto-juvenil “Os Sonhos de Ágatha” entre os estudantes do 6º. ano e com a entrega de materiais pedagógicos de caráter lúdico que versam sobre a temática mulheres e ciência para os trabalhos junto às turmas de 7º. e 8º. anos.

Os encontros virtuais entre as cientistas e os estudantes, ação principal da 1ª edição, contou com a participação de mulheres cientistas que, durante quatro momentos, socializaram as suas trajetórias e ampliaram a discussão do tema foco do projeto junto aos estudantes e aos docentes da EMMA. Fizeram parte desses encontros: Priscila Camelier – Professora e Coordenadora do Museu de História Natural do Instituto de Biologia da UFBA, Lídia Cardel – Professora e Pesquisadora do Departamento de Sociologia da UFBA, Flávia Virgínio – Pesquisadora e Curadora da Coleção Entomológica do Instituto Butantan de São Paulo, Cristiane Agra Pimentel – Professora do Curso de Engenharia de Produção da UFRB e Jaqueline Góes – Biomédica e Pesquisadora do Instituto de Medicina Tropical da USP, além da presença da prefeita Moema Gramacho no encontro de encerramento.

Para a edição deste ano, 2021 – ainda em caráter remoto, e devido à grande repercussão que a ação de distribuição dos livros obteve junto aos estudantes e a própria comunidade, o projeto concentrou seus esforços em potencializar as discussões sobre a participação das mulheres na ciência já no início dos anos finais do Ensino Fundamental: o 6º. ano. Para tanto, elegeu o livro “Os Sonhos de Ágatha” como ponto de partida para o desenvolvimento das ações do projeto “Cuidar da Semente”. Além dessa distribuição, essa edição contará com um webinário sobre disparidade de gênero nas ciências, encontros formativos sobre elaboração de sequências didáticas a partir do livro e o desenvolvimento destes instrumentos pedagógicos voltados a toda comunidade docente da escola.

Na próxima terça-feira, 24/08, como parte integrante da ação principal do projeto, os estudantes participarão de um encontro intitulado “Bate-papo com a autora”, momento em que Luciana Leite, bióloga, pesquisadora, membra da RKA e autora do livro “Os Sonhos de Ágatha” estará com estudantes, em ambiente virtual, ampliando as discussões trazidas por Ágatha, em seus sonhos para se tornar uma cientista.

 

Para saber mais sobre o livro “Os Sonhos de Ágatha” e autora, acesse:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here