SECRETÁRIO SAI PELOS FUNDOS E PREFEITA FOGE DE REUNIÃO COM O SINDICATO

0
460

Como se já não bastasse a imagem negativa que a educação municipal de Lauro de Freitas vem produzindo na grande mídia baiana, hoje, o secretário de educação saiu pelas portas do fundo de uma escola para não dar entrevista e a prefeita ‘fugiu’ do diálogo com os trabalhadores

A segunda reunião que discutiria o modus vivendi e a deliberação para os processos administrativos da educação que estão parados há anos, marcada pela prefeita Moema Gramacho para a tarde de hoje (6), no Centro de Cultura de Portão, com a ASPROLF e Comissão Paritária, não aconteceu.

A reunião não aconteceu devido às ausências da prefeita e dos secretários Paulo Gabriel e Ailton Florêncio. A justificativa dada por um representante do governo foi de que ninguém do Executivo – inclusive Moema –  tinha conhecimento dessa agenda e estava em outro compromisso.
O descaso com a educação tem comprometido a imagem da educação municipal da gestão Moema Gramacho, que tem sido pauta nos principais jornais das emissoras de televisão da Bahia. Mais cedo, o secretário de educação Paulo Gabriel Nacif saiu pelos fundos da escola de Vida Nova, para não atender a equipe da TV Bahia. Ele participava de uma reunião com pais de alunos e professores da escola municipal Príncipe da Paz, onde discutia a problemática da unidade – também denunciada pela Rede Bahia e TV Record, já há três semanas seguidas. Enquanto isso, alunos e pais protestavam do lado de fora do portão.

Sem a prefeita, peça principal do governo na mesa de negociação, e também sem nenhum secretário, os representantes dos trabalhadores em educação, ainda no Centro de Cultura de Portão, se reuniram para debater a não reunião pela ausência do Executivo. O Presidente da ASPROLF, Valdir Silva, protocolou um documento de insatisfação dos trabalhadores à Secretaria de Governo, presente por meio de seu representante.

A Comissão Paritária por parte dos trabalhadores em educação também deliberou a produção de um documento ofício que será entregue à prefeita, reafirmando a indignação com o ocorrido e reivindicando uma nova reunião para acontecer até a próxima sexta-feira (9). Caso contrário, a categoria fará uma assembleia geral extraordinária na terça-feira (13), pela manhã, com indicativo de greve por tempo indeterminado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here