Trabalhadores/as em educação aderem à paralisação nacional do dia 30/08 e aprovam paralisação toda vez que se reunir com o governo

0
290

Trabalhadores/as em educação aderem e aprovam paralisações
Na manhã desta terça-feira (27), reunidos em assembleia geral extraordinária, na Associação dos Funcionários Públicos do Estado da Bahia (AFPEB), os/as trabalhadores/as em educação de Lauro de Freitas aderiram à greve nacional, que acontecerá na próxima sexta-feira (30), contra a PL 4330, que regulamenta a terceirização, além de decidirem por paralisação na rede municipal toda vez que houver reunião com o governo municipal.
A decisão da categoria pela paralisação tem o objetivo de pressionar o Executivo no atendimento das reivindicações discutidas na assembleia. A classe trabalhadora pede o pagamento das rescisões de quem ainda não recebeu, quer queira trabalhando ou não, o mais rápido possível, a implantação da redução da jornada de trabalho, conforme deliberação do Fórum, a liberação já dos processos de enquadramento e dedicação exclusiva e um plano de saúde digno.

Foi também ponto de discussão o FGM dos ex-diretores e vice-diretores escolar que não tiveram reajuste desde o ano de 2005. Esses profissionais devem dar entrada em processo reivindicando o seu direito de reajuste do referido FGM porque a Procuradoria Jurídica está dando parecer favorável a esse pagamento.
Foi constituída uma comissão que se reunirá com o governo na próxima reunião.
Calendário Escolar 2014 e Eleição de Gestor Escolar – O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Lauro de Freitas (ASPROLF) esclareceu a categoria que quem define o calendário escolar, como sempre ocorre, é a assembleia no congresso da ASPROLF. Outrossim, que haverá sim eleição direta de diretor e vice-diretor escolar. Já estão marcadas reuniões para o dia 29/08, para discutir proposta para o calendário escolar 2014; e 03/09, à tarde, para discutir as eleições de gestor escolar.
Veja a proposta aprovada pela categoria na assembleia:

·         30/08 (sexta-feira): paralisação nacional contra o PL 4330, que regulamenta a terceirização;

·         03/09 (terça-feira): paralisação na rede municipal de ensino; reunião com o governo, às 08h, no Centro de Cultura de Portão;

·         05/09 (quinta-feira): assembleia geral extraordinária, às 14h, na Escola Municipal Dois de Julho, na Itinga;

       Audiência Pública, na Câmara de Vereadores, com data a ser agendada.

Obs.: ficou também aprovado que em toda reunião com o governo, a categoria deve se fazer presente para pressionar o Executivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here