Trabalhadores distribuem laranjas em ato do Dia Nacional em Defesa da Previdência

0
559

As laranjas distribuídas ao público durante a mobilização, faziam uma alusão às supostas ligações de Bolsonaro e do partido dele, com funcionários e candidaturas falsas

A ASPROLF – Sindicato dos Trabalhadores da Educação da Rede Municipal de Lauro de Freitas (Região metropolitana de Salvador) e a Frente Brasil Popular de Lauro de Freitas, levaram centenas de pessoas às ruas do Centro da cidade, para o ato do Dia Nacional de Luta e Mobilização em Defesa da Previdência.

A manifestação com apitaço, faixas, panfletos e distribuição de laranjas, chamou a atenção da sociedade civil para o perigo que correm os trabalhadores das mais diversas classes, com a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 06/2019), da Reforma da Previdência.

Com o claro objetivo de tirar dos trabalhadores e entregar ao Bancos e ao Sistema Financeiro, essa nova PEC do governo Bolsonaro dificulta o acesso, reduz o valor dos benefícios e cria o sistema de capitalização; além de prejudicar a totalidade dos trabalhadores, criando a idade mínima para acesso à aposentadoria (65 anos para homes e 62 anos para mulheres), e aumentando o tempo de contribuição de 15 para 20 anos a reforma ataca de forma mais dura as mulheres, os professores, os trabalhadores do Campo e o povo pobre que depende da BNC (Benefício de Prestação Continuada).

Convocada pela CNTE – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação e pelas principais Centrais Sindicais a mobilização que iniciou às 9h, é um “aquecimento para a greve geral em defesa das aposentadorias, contra a Deforma da Previdência do governo Bolsonaro que é ainda pior que a de Michel Temer, que não resistiu a maior greve geral da história, em abril de 2017.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here