Trabalhadores em educação tentaram diálogo, mas não conseguiram

0
355
Com a expectativa de reabrir o diálogo de negociação, os trabalhadores em educação na tarde desta segunda-feira, 23, foram à reunião (às 16h) marcada pela prefeita com os gestores escolares, no Centro de Cultura de Portão.

A decisão de ir ao encontro da chefa maior do Executivo saiu da assembleia que aconteceu na Praça de Lauro de Freitas, em frente à prefeitura, às 14h. Os profissionais em educação refletiram sobre o cenário da greve e aprovaram (ao saber que haveria uma reunião entre o Poder Executivo e os gestores escolares) a proposta de comparecerem à reunião, a fim de serem recebidos pela prefeita. Quando chegaram ao local (o auditório do Centro de Cultura), os trabalhadores mais uma vez provaram do veneno resistente deste governo: ela (a prefeita) não os recebeu, e transferiu a reunião para sua sala particular. A categoria vaiou a atitude instransigente e inflexível da senhora Gramacho. Em seguida manifestaram sua indignação com apitaço e música “Você pagou com traição a quem sempre lhe deu a mão”.

O objetivo dos trabalhadores era encontrar a prefeita, serem recebidos e reabrir as negociações, contudo a tentativa foi em vão. Para o coordenador geral da Asprolf, Valdir Silva, “a atitude da prefeita em não receber o movimento grevista demonstra que o governo não quer dialogar. Portanto, isso prova quem realmente está intransigente, sem vontade de negociar”.
A fim de que o auditório (que já estava todo preparado) não ficasse vazio, os profissionais em educação aproveitaram o ensejo para continuar assembleia e reiterar a agenda de mobilização desta semana, que ficou definida da seguinte forma:
24/05 (terça-feira):
  • 08h30 – concetração no Ginásio de Esporte e caminhada até a prefeitura;
  • 14h – reunião do Comando de Greve, na Asprolf;
  • 16h – Câmara de Vereadores;
25/05 (quarta-feira):
  • 09h – assembleia geral extraordinária, na Associação dos Funcionários Públicos do Estado da Bahia
26/05 (quinta-feira):
  • 09h e 14h – manifestação nas sinaleiras da Estrada do Coco, em frente a Associação dos Funcionários Públicos do Estado da Bahia.
27/05 (sexta-feira):
  • dia livre para audiência e/ou outra atividade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here