TV Aratu cobriu assembleia e caminhada dos trabalhadores em educação

0
318

Na manhã desta terça-feira, 10, na Associação dos Funcionários Públicos do Estado da Bahia, os trabalhadores em educação, reunidos em assembleia, discutiram e aprovaram as estratégias e a agenda de mobilização da greve deflagrada na última sexta-feira, 06, no Centro de Cultura de Portão.

Os profissionais do magistério, após longa reflexão, definiram os rumos da luta, aprovando um comando de greve e uma agenda de mobilização para esta semana Em seguida, saíram em caminhada pela Estrada do Coco, com a cobertura da TV Aratu.
Veja como ficou a agenda de mobilização (10 a 13/05):
10/05 (hoje):
  • após a assembleia – caminhada pela Estrada do Coco até a porta da prefeitura
  • 16h – todos na sessão da Câmara de Vereadores;
11/05 (quarta-feira):
  • corrente de divulgação da greve (os trabalhadores em educação deverão divulgar a situação da educação de Lauro de Freitas, a greve, por diversos meios de comunicação: e-mail, blog, orkut, twitter, rádios comunitários etc.);
12/05 (quinta-feira):
  • 08h e 14h – todos na Asprolf para pegar o material (cartazes da greve) e sair colando nas escolas
13/05 (sexta-feira):
  • Enterro símbólico da Educação (trabalhadores devem ir com camisa preta, uma vela e uma flor artificial vermelha), para a Praça de Lauro (em frente à prefeitura), às 09h e às 14h. Em seguida, sairemos em caminhada panfletando.

5 comentários:

  1. Baiana de Salvador, caçula de 20 irmãos, Moema Gramacho iniciou sua militância política aos 18 anos, quando ajudou na criação do Sindicato dos Químicos e Petroleiros, do qual fez parte da diretoria por 28 anos e se tornou conhecida nacionalmente por defender a saúde do trabalhador.

    SERÁ QUE A PEQUENA NOTÁVEL ESQUECEU SUA HISTÓRIA!?

    Responder

  2. lembro-me que quando eu era adolescente acompanhei minha tia,professora,mais ou menos em 2000 ou 2001,(não me recordo bem a data),em uma manifestação de professores do estado da Bahia,em campanha de aprovação do estatuto do magisterio,onde foi noticia pelo fato de invadirem uma repartição publica,(não me lembro qual), e ali dormirem até que houvesse as negociações. Nesse ano eu conheci MOEMA GRAMACHO, q que DORMIA lá junto com os professores,que dava força,que lutava,se indignava,junto com outros colegas de politica e os coordenadores da APLB na época que era Rui oliveira e Marinalva.Eu nem sonhava em ser professora mas ela me admirava por está ali junto,e os professores podiam contar com ela.
    Quando fui convocada em LF,pensei que seria respeitada como professora pois aquela pessoa que lutava pelos professores, Moema gramacho,é agora,prefeita de LF. Mas eu vi que não.Ela foi sindicalista,militante mas esqueceu tudo.O poder subiu à cabeça.É um absurdo tanto descaso desta pessoa em relação à educação: Escolas sem estrutura,sem material,sem caderneta,meus alunos sentam em cadeiras plástica de bar,minha sala é mal iluminada,o barulho pela falta de estrutura fazem me sentir mal,e ainda sendo humilhada e assediada moralmente pela diretora da escola conveniada e com um salario achatado. Como não lutar,não fazer greve,não denunciar,não gritar para que a sociedade vejam isso que está acontecendo,tanto desrespeito e falta de dignidade…

    Responder

  3. É isso aí companheira, como não se indignar com esta total falta de compromisso com a educação municipal, como não se manifestar da forma como nós trabalhadores da educação podemos que é por meio do movimento grevista. O pior de tudo é que as armas ameaçadoras, os instrumentos de represálias, a ofença ao direito de reinvidicação e a própria liberdade de manifestação, comportamentos corriqueiros da ditadura militar e dos governos de direita, sempre combatidos por nossa Prefeita e pelos Partidos de Esquerda (PT, PSB), são utilizados neste momento como forma de pressionar o trabalhador e diria de assediar moralmente a classe trabalhadora, quando liga para nossa escola buscando saber quem parou, quando solicita diariamente a frequência dos grevistas, quando ameaça. É importante manter a união, adesão e participação no movimento. Vamos lá Trabalhadores em Educação, só por meio da revolução conquistaremos vitórias, não queremos benevolências, queremos o que é nosso, queremos DIGNIDADE.

    Responder

  4. Tabela . Número e Taxas (em 100 Mil) de Homicídio na População Total nos Municípios
    com 10 Mil Habitantes ou Mais. Brasil, 2006/2008.

    Posição
    Itupiranga PA 1º
    Simões Filho BA 2º
    Campina Grande do Sul PR 3º
    Marabá PA 4º
    Pilar AL 5º
    Goianésia do Pará PA 6º
    Serra ES 7º…

    Escada PE 15º
    Lauro de Freitas BA 16º

    Dos 5564 municipios do Brasil, Lauro de Freitas está em 16° lugar em número de homicídios. Será que nossa Prefeita não percebe que só a EDUCAÇÃO PODE TRANSFORMA ESSA TRISTE REALIDADE!

    Responder

  5. É grave a situação em que se encontra o sistema educacional de Lauro de Freitas. Só mesmo um Tsunami pode causar mais estragos do que esse governo de Moema Gramacho. Por isto os trabalhadores da Educação estão em greve. Chega de achatamento de salários, das péssimas condições de trabalho!!! Chega de descaso com a Educação!

    Responder

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here