XX Congresso da Asprolf: Mesa avalia conjuntura política na educação

0
317

A segunda mesa do XX Congresso da Asprolf recebeu o professor e pró reitor de graduação da UFBA (Universidade Federal da Bahia), Penildon Silva para debater com a classe trabalhadora, a conjuntura política atual, no contexto nacional e local.

Mediada pelo Diretor de Assuntos Educacionais, Washington Cardoso, destacou a evolução política Asprolf que mesmo em momentos críticos de crise econômica e política, ao contrário de outros municípios, avançou em todas as pautas da educação em Lauro de Freitas. Isso graças ao papel estratégico da diretoria sindical.

O professor Penildon Silva destacou a Emenda Constitucional 95/2016 como o marco negativo da precarização da educação pública de todo país. Essa Emenda revogou as garantias de investimento em educação e saúde, produzindo os desmontes na educação básica, no ensino médio, no ensino fundamental, nas universidades, prejuízos que serão sentidos por muitos e muitos anos. Penildon fez um contraponto desses prejuízos com a aprovação do Fundeb permanente, vitória da luta unificada dos educadores de todo o Brasil. E mesmo assim o governo tentou dar golpe tentando incluir na educação os gastos com a assistência social, o que não foi pra frente.         

Esse momento como a aprovação do novo Fundeb com avanços, é de extrema importância, se considerando que mesmo na pandemia com as restrições, a educação tomou seu espaço de luta fazendo uma grande mobilização virtual e cobrando dos parlamentares o compromisso com o investimento na educação pública.

Penildon pontou, que apesar dos golpes do governo Bolsonaro contra a educação, também tivemos vitórias e isso não pode passar em branco. “Nós não estamos somente numa conjuntura ou num quadro da história onde estamos somente tendo derrotas, nós conseguimos também ter grandes vitórias,” destacou.

O professor parabenizou os trabalhadores em educação de Lauro de Freitas, por serem representados pela Asprolf, que ele afirmou ser um sindicato referência para outros municípios, por seu histórico de lutas, pela forma combativa e organizada nas suas mobilizações não apenas locais, mas também em pautas nacionais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here