Trabalhadores em educação comemoram carreira destravada

0
472
Quando o governo olha para aqueles que constroem a educação na base da sociedade e atende suas demandas e reivindicações é inevitável celebrar e é imprescindível fortalecer tais caminhos.
Na última sexta, dia 13, comemoramos, em Assembleia festiva, uma série de avanços conquistados nas negociações da pauta reivindicatória 2018 (7% de aumento, a equiparação do auxiliar de classe com o M1, os passos para inclusão do auxiliar no plano de carreira, gratificação por estímulo aos profissionais da sala de recurso multifuncional, entre outras conquistas), especialmente, o destravamento da carreira.
Nos últimos dias, foram liberados cerca de 400 processos administrativos (PADs) que estavam parados há mais de 6 anos. São solicitações de progressão vertical e horizontal, licença prêmio, saúde, entre outros de vários anos, sendo os mais antigos de 2011.
O presidente da ASPROLF Valdir Silva, abriu os trabalhos destacando a importância da assembleia comemorativa, lembrando que para além desses 400 processos publicados, ainda existem outros mais a serem liberados ainda neste mês de julho. “Temos muito que agradecer a Deus. A liberação dos processos foi uma VITÓRIA da categoria que deve ser comemorada. Comemoramos nossa luta. Temos que reconhecer, primeiro, a nossa garra e luta, e, em meio a uma conjuntura difícil, o esforço do governo em honrar o acordo firmado. É público e notório a dificuldades que outros companheiros estão passando em outros entes federados (prefeituras), como Camaçari, Salvador etc. E aqui (em Lauro) nós temos avançado: 7% de aumento, equiparação do auxiliar de classe com o M1, inclusão do auxiliar no plano de carreira, gratificação por estímulo aos profissionais da sala de recurso multifuncional, liberação dos processos travados, aumento do auxílio alimentação, aprovação do auxílio cultura, entre outros.”
O diretor de política sindical, Rafael Henrique, relacionou as conquistas históricas do ASPROLF que representam significativos avanços na carreira dos profissionais da educação e isso se reflete na manutenção de uma educação pública de qualidade, “esta é a bandeira do nosso Sindicato. Somos uma entidade de classe combativa. “Contabilizamos nossas lutas com orgulho e comemoramos nossas vitórias, conscientes de que ainda há muito que lutar.”
 
A prefeita Moema Gramacho, que atendeu ao convite da mesa, confirmou que a publicação e liberação de mais processos, afirmando que a tão esperada divulgação para liberação dos PADs é fruto do trabalho da ASPROLF. Moema parabenizou os trabalhadores da educação, confirmando que mais processos serão liberados e que tão logo receba a verba do Precatório do FUNDEF, deve quitar os retroativos. “O entendimento da nossa gestão é de trabalhar junto com os professores, por isso estou confirmando que também faremos no final deste ano a eleição para gestores escolares, uma dos pontos que também além de valorizar o profissional, garante aos alunos, uma educação que faça jus à nossa luta e ao nosso lema (Cidade Educadora).”
Uma das contempladas, a professora, Maria Auxiliadora Ribas, disse que é mais do que justo comemorar as conquistas da categoria. Há anos estamos travando essa batalha com o governo pela liberação dos nossos processos. Fomos às ruas, ocupamos a secretaria de educação e administração e temos consciência de que se não fosse a nossa persistência, não estaríamos agora neste evento maravilhoso. Parabéns aos colegas e ao nosso sindicato que nos representa e luta bravamente pelos nossos direitos,” comemorou.
Ao final da assembleia, os trabalhadores festejaram ao som de Gabriella que lotou o salão e não deixou ninguém ficar parado. Ainda nesta sexta-feira, na edição do Diário Oficial do Município, foi divulgada uma lista de enquadramento e de progressão horizontal (http://io.org.br/ba/laurodefreitas/diarioOficial/download/461/1207/1). Ao longo da próxima semana outras publicações serão feitas.
Logo mais, as 14hs a ASPROLF realizará uma Plenária sobre Precatórios do FUNDEF no espaço do restaurante D’Meg e contará com a presença e as contribuições da deputada federal Alice Portugal e o professor Rui Oliveira, presidente da APLB Sindicato para o debate.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here