‘Governo prejudica os trabalhadores’, critica presidente de sindicato

0
22

“O governo não respeita o trabalhador, por isso é greve geral neste País”, ressaltou

Matheus Morais

Foto: Divulgação / ASPROLF

A cidade de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador, também amanheceu em greve. Sindicatos, movimentos sociais e movimentos estudantis se reúnem na Estrada do Coco, nesta sexta-feira (14), para protestar contra a reforma da Previdência e os cortes na educação.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (ASPROLF), Valdir Silva, criticou o governo de Jair Bolsonaro.

“Vamos fazer nossas manifestações contra a reforma da Previdência. Também estamos protestando contra os cortes na educação. Neste País, o governo prejudica os trabalhadores pobres, os menos favorecidos. O governo não respeita o trabalhador, por isso é greve geral neste País. Dia 14 de junho vai ficar na história. Aqui em Lauro de Freitas, todos resolvemos parar. Nós dizemos não ao fim da aposentadoria”, ressaltou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here